Fusão entre a London Stock Exchange e a Deutsche Börse está em risco

Fusão entre a London Stock Exchange e a Deutsche Börse está em risco
De  Patricia Cardoso com Reuters, Ansa, EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A fusão entre a London Stock Exchange (LSE) e a Deutsche Börse está fortemente comprometida.

PUBLICIDADE

A fusão entre a London Stock Exchange (LSE) e a Deutsche Börse está fortemente comprometida. A gestora da bolsa londrina recusa vender os 60% que detém na plataforma eletrónica de corretagem italiana MTS, como exige a Comissão Europeia.

A bolsa londrina considera o pedido “desproporcional”. Nesta situação, a LSE reconhece que será difícil ter a luz verde de Bruxelas ao negócio, avaliado em 29 mil milhões de euros.

#London#StockExchange mega-merger with #DeutscheBoerse could be called off https://t.co/VpJJhJvxJp

— Victorstone Property (@VictorstoneEA) 27 de fevereiro de 2017

Analista de mercado no City Index, Ken Odeluga adianta: “A quantidade de condições a respeitar tem vindo a crescer a um tal ponto que começam a ver que o negócio é insustentável. A gota de água foi a exigência suplementar da autoridade da concorrência europeia sobre a plataforma de corretagem de obrigações, sediada em Itália”.

A fusão visava criar a maior bolsa da Europa e seria uma ponte financeira entre o Continente e o Reino Unido, mas os obstáculos acumulam-se. Com a vitória do Brexit no referendo britânico de junho, os políticos alemães exigem que a sede da futura entidade seja em Frankfurt e não em Londres.

#Germans demand #London#StockExchange moves group headquarters to #Frankfurthttps://t.co/SlRc33iJ3c via telebusiness</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/financial?src=hash">#financial</a> <a href="https://twitter.com/hashtag/Brexit?src=hash">#Brexit</a></p>&mdash; Efficace Group - ECG (efficacenews) 4 de fevereiro de 2017

Bruxelas anuncia a decisão a 3 de abril, mas no passado já bloqueou quatro projetos de fusão no setor bolsista. O último remonta a 2012, entre a Deutsche Börse e a NYSE Euronext, no valor de 17 mil milhões de dólares.

Esta segunda-feira, devido ao anúncio da LSE, as ações registavam uma forte queda.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Acionista da LSE aprovam fusão com Deutsche Börse

Quem são as GRANOLAS? Um olhar sobre os "Magnificent Eleven" da Europa

2023: O ano das grandes falências