Zona Euro: Desemprego estável em março

Zona Euro: Desemprego estável em março
De  Patricia Cardoso com Lusa, comunicado de imprensa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em março, o desemprego na zona euro manteve-se estável em mínimos de sete anos.

PUBLICIDADE

Em março, o desemprego na zona euro manteve-se estável em mínimos de sete anos. A taxa ficou nos 9,5%, o valor de fevereiro. Em março do ano passado, a taxa era de 10,2%.

Euro area unemployment at 9.5% in March: lowest rate since April 2009. EU at 8.0% – lowest since Jan 2009 #Eurostathttps://t.co/pXUWiFkXg6pic.twitter.com/pnNcDgZeRj

— EU_Eurostat (@EU_Eurostat) 2 May 2017

No total, a união monetária conta com 15,5 milhões de desempregados, entre os quais 2,7 milhões de jovens. A taxa de desemprego juvenil é de 19,4% na zona euro.

Grécia (23,5% em janeiro) e Espanha (18,2%) continuam a ter as maiores taxas de desemprego. Do lado oposto está a Alemanha (3,9%). No caso de Itália, houve uma subida do desemprego em comparação com o mesmo período do ano passado. A taxa passou de 11,5% para 11,7%.

Portugal regista a segunda maior queda homóloga. A A taxa recuou de 12% para 9,8%. Entre os jovens, a taxa de desemprego é de 23,3%.

Le chômage en mars 2017 dans une sélection de pays de l'Union européenne #AFPpic.twitter.com/UWJbKin14Y

— Agence France-Presse (@afpfr) 2 de maio de 2017

Na União Europeia, em março, segundo o Eurostat, o desemprego recuou uma décima para 8%.

14.2% of employees in the EU have a temporary contract https://t.co/0gEWyEVg8Cpic.twitter.com/VJDEGPToDX

— EU_Eurostat (@EU_Eurostat) 2 May 2017

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zona Euro: Economia robusta no início do segundo trimestre

Desemprego: A grande batalha dos sucessivos governos franceses

Inflação alimentar na Europa: Quais são os países mais afetados?