EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Economia global em "desaceleração sicronizada", diz Georgieva

Economia global em "desaceleração sicronizada", diz Georgieva
Direitos de autor 
De  Joao Duarte Ferreira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Em entrevista à euronews, a diretora-executiva do FMI afirma que as alterações climáticas podem ter efetios devastadores sobre a economia mundial

PUBLICIDADE

A economia global está atravessar uma "desaceleração sincronizada", quem o disse foi a nova diretora-executiva do FMI, Kristalina Georgieva, durante o discurso de inauguração no cargo.

A euronews perguntou-lhe quão significativa é esta desaceleração.

Kristalina Georgieva, diretora-executiva do FMI: "No espaço de dois anos o mundo deslocou-se de uma escalada sincronizada, em outras palavras, crescimento acelerado, para uma desaceleração sincronizada. As nossas previsões para este ano e o próximo mostram que esta desaceleração já está a ter impacto na maioria do mundo elevando a redução do crescimento para 90% do PIB em termos mundiais".

Sasha Vakulina, euronews: "Para além das tensões comerciais, do protecionismo, o Brexit na Europa... Quais são as ameaças mais importantes? Qual será a próxima emergência?"

Kristalina Georgieva,FMI: "Se escolher apenas um fator a que devemos prestar atenção, então falo do risco das alterações climáticas. Sabemos como é que as economias podem ser afetadas de forma dramática pela força da natureza e temos que nos preparar para choques desse tipo no futuro".

Não perca a entrevista na euronews a partir desta quinta-feira, 10 de outubro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Georgieva inicia funções no FMI

Kristalina Georgieva será a próxima diretora-geral do FMI

Kristalina Georgieva, a eleita europeia para a liderança do FMI