A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Kristalina Georgieva, a eleita europeia para a liderança do FMI

Kristalina Georgieva, a eleita europeia para a liderança do FMI
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Não conseguiu vencer António Guterres na corrida para o cargo de secretária-geral das Nações Unidas mas a búlgara Kristalina Georgieva foi a candidata europeia escolhida para substituir Christine Lagarde na liderança do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Jeroen Dijsselbloem, o antigo presidente do Eurogrupo, congratulou a rival pela vitória que só não foi mais cristalina porque inicialmente a candidata não obteve os votos necessários para uma maioria qualificada. Foram precisas conversações dos ministros das Finanças da União Europeia para desbloquear o processo.

Mas Georgieva tem contra ela a idade. A 13 de agosto completa 66 anos de idade e as regras do FMI ditam que o diretor-geral deve ter menos de 65 anos de idade à data de entrada em funções. Significa que só uma mudança de regras e estatutos asseguraria a ascenção da candidata.