EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Bruxelas flexibiliza regras bancárias para reforçar liquidez

Bruxelas flexibiliza regras bancárias para reforçar liquidez
Direitos de autor Michel Spingler/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Michel Spingler/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Além de aliviar as regras, a Comissão Europeia recomendou a suspensão da distribuição de dividendos e bónus mas foi ao ponto de a transformar em lei.

PUBLICIDADE

Novas regras bancárias para ampliar a capacidade de crédito bancário. A Comissão Europeia ofereceu um alívio financeiro temporário à banca numa ação que os dirigentes europeus esperam reforçar a capacidade de crédito em 450 mil milhões de euros este ano. O aligeiramento das regras em vigor depois da crise de 2008 é justificado com impacto destrutivo da Covid-19.

"Durante a última crise, tivemos que sustentar bancos. Desta vez, estamos a ajudar os bancos a apoiar famílias e empresas. Os bancos precisam manter abertas as torneiras de liquidez. Esse é o objetivo do pacote que adotamos, para facilitar os empréstimos bancários para apoiar a economia real", explica o Vice-Presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis.

As mudanças incluem "soluções excecionais temporárias" para as exigências de fundos próprios e outras normas internacionais de contabilidade relativas ao capital bancário.

Outra solução para a injeção de liquidez seria a suspensão da distribuição de dividendos e outras remunerações, uma recomendação da Comissão Europeia não transformada em lei.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Elon Musk obtém apoio dos acionistas para um pacote salarial de 52 mil milhões de euros

China já reagiu a decisão de União Europeia sobre tarifas nos carros elétricos

Eleições europeias: será que a onda de extrema-direita vai pressionar o sector das energias renováveis?