EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Airbus prevê quebra de 40% na produção

Airbus prevê quebra de 40% na produção
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As previsões sombrias do CEO da construtora chegam a poucos dias do previsto plano de reestruturação que pode eliminar milhares de postos de trabalho.

PUBLICIDADE

O presidente executivo da Airbus anunciou uma importante queda na produção. Números que chegam na mesma altura em que a construtora aeronáutica europeia prepara um plano de reestruturação que deve incluir o corte de milhares de postos de trabalho.

Guillaume Faury estabeleceu um cenário sombrio, em entrevista a um jornal alemão. Diz que nos próximos dois anos - 2020/21 - a produção e as entregas deverão ser 40% inferiores ao inicialmente previsto.

A produção deve voltar ao normal até 2025, segundo o CEO da empresa, mas este período difícil deve durar até ao final de 2021.

Até quarta-feira, o grupo deve apresentar o maior plano de reorganização de sempre, segundo os sindicatos. A administração da Airbus não quer, para já, comentar.

A Airbus emprega, em todo o mundo, cerca de 130.000 pessoas.

O grupo tem as principais fábricas em França, Alemanha, Espanha e Grã-Bretanha. As leis de vários desses países exigem que os esquemas de saídas voluntárias sejam esgotados antes de qualquer despedimento forçado.

Faury disse ao pessoal em abril que todas as medidas disponíveis seriam estudadas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Microsoft compromete-se a investir 4,3 mil milhões de dólares em França

Perspetivas económicas da OCDE: Crescimento global estável esperado para 2024 e 2025

Elon Musk em Pequim em busca da aprovação chinesa para desenvolver tecnologia de condução autónoma