EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

BCE reduz programa de estímulos à economia

BCE reduz programa de estímulos à economia
Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Michael Probst/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O BCE anunciou a redução do programa de estímulos à economia na zona euro; o Banco afirma que não hesitará em voltar a intervir caso as perspetivas piorem

PUBLICIDADE

O Banco Central Europeu anunciou esta quinta-feira a redução dos estímulos monetários criados para contrariar o efeitos da pandemia.

O BCE vai assim reduzir o ritmo de aquisição de títulos de dívida pública no último trimestre deste ano.

Numa declaração, o banco afirma que a decisão assenta numa avaliação conjunta das condições de financiamento levando em linha de conta igualmente o cenário da inflação.

O programa de emergência de aquisição de dívida pública foi implementado em março de 2020 com o objetivo de apoiar as economias da zona euro. Prevê-se que o programa termine em março de 2022 alcançando um total de 1,85 biliões de euros.

A decisão segue-se a uma forte recuperação do crescimento na zona euro e aumento da inflação à medida que os vários programas nacionais de vacinação avançam aumentando a atividade económica.

"Prevê-se que as atividades económicas excedam os níveis da pré-pandemia até ao final do ano. Com mais de 70% dos adultos da União Europeia totalmente vacinados, as economias reabriram permitindo aos consumidores gastarem mais e às empreas o aumento da produção", afirmou a presidente do BCE, Christine Lagarde.

O BCE reviu em alta as projeções de crescimento ainda para este ano que poderá atingir 5%.

No entanto, a institutição adianta que as maioria das medidas de estímulo económico permanecem em vigor e que o banco não hesitará em promover mais medidas de estímulo caso sejam necessárias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

BCE compra dívida para reduzir risco

BCE rejeita sugestão para perdoar dívida

BCE avalia recuperação económica na Europa