EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Turbinas eólicas: maior nem sempre é melhor

Em parceria com The European Commission
Turbinas eólicas: maior nem sempre é melhor
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Andrea Bolitho
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A euronews falou com Felix Henseler, diretor da ZF Wind Power, líder mundial no fabrico de caixas de velocidade para as turbinas.

Qual é a dimensão ideal de uma turbina eólica? A euronews falou com Felix Henseler, Diretor Executivo da ZF Wind Power, líder mundial no fabrico de caixas de velocidade para as turbinas.

"Do ponto de vista geral, logístico ou de design, não é um problema produzir algo maior. Temos aqui uma turbina de 7,2 MW. Podemos aumentar para 15 ou mesmo 18 MW. Mas temos de manter esta dimensão para industrializar e otimizar os processos, para evitar todos os erros que possam existir, para garantir que tudo está correto em termos de qualidade, para reduzir os custos de produção, para reduzir os custos de qualidade, os custos de falhas”, explicou Felix Henseler, Diretor Executivo, ZF Wind Power.

Para atingir os objetivos não é preciso máquinas maiores

Para acelerar o desenvolvimento da indústria eólica, a União Europeia lançou um Pacote de medidas para o setor.

"Estas máquinas são grandes e, por isso, são altamente eficientes. São máquinas de alta tecnologia, estão perfeitamente preparadas para a próxima década. Para atingir os nossos objetivos, não há necessidade de uma máquina maior, nem em terra, nem mesmo em alto mar", afirmou o responsável.

Partilhe esta notícia

Notícias relacionadas

Poupar na energia para ganhar na competitividade