EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Paz e segurança global no topo da agenda do Fórum Mundial sobre o Diálogo Intercultural

Paz e segurança global no topo da agenda do Fórum Mundial sobre o Diálogo Intercultural
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Euronews
Partilhe esta notícia
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O tema do evento deste ano foi "paz e segurança global".

PUBLICIDADE

Mais de 700 participantes de 110 países reuniram-se em Baku para o sexto Fórum Mundial sobre o Diálogo Intercultural.

"É único porque reitera, de cada vez que se reúne, a necessidade de se falar, a necessidade de mudança, a necessidade de compreender os outros", disse Gabriela Ramos,diretora-geral adjunta para as ciências sociais e humanas da UNESCO, sobre o fórum. "Acho muito importante que, num contexto de conflito, guerra, divisão e stress nos nossos países, nos lembremos de que os seres humanos precisam de falar", acrescentou.

Outros temas da agenda incluíram a pobreza, a educação, a desigualdade entre géneros e a migração. De acordo com o Relatório sobre Migração Mundial de 2024, o número de pessoas deslocadas atingiu os níveis mais elevados de que há registo nos tempos modernos, chegando aos 117 milhões. Ramos disse: "Os migrantes na Europa são tão estereotipados... a crescente liderança populista está a provocar estas divisões porque têm um aspeto diferente, porque a sua identidade é diferente. Então deve ser um problema, que não é.”

O presidente do Azerbaijão , Ilham Aliyev, participou na abertura do fórum de três dias e refletiu sobre o êxito do Processo de Baku, uma estratégia global para o diálogo intercultural.

As questões climáticas também estiveram no topo da agenda, numa altura em que Baku se prepara para receber o mundo quando acolher a COP29, em novembro. "Defendemos a salvação do planeta. O meu mandato e a conferência de hoje são para salvar a humanidade", afirmou Miguel Angel Moratinos, subsecretário-geral das Nações Unidas e alto representante na UNAOC.

Partilhe esta notícia