EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

A última comédia burlesca e existencial do sueco Roy Andersson estreia a 25 de junho

A última comédia burlesca e existencial do sueco Roy Andersson estreia a 25 de junho
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

“Um Pombo Pousou num Ramo a Refletir na Existência”. Este título longo resume bem o universo de Roy Andersson. Quanto ao argumento do filme, é muito

PUBLICIDADE

“Um Pombo Pousou num Ramo a Refletir na Existência”. Este título longo resume bem o universo de Roy Andersson. Quanto ao argumento do filme, é muito difícil, quase impossível, resumi-lo.

A partir de uma série de planos gerais filmados com uma câmara fixa, o realizador sueco desenvolve, calmamente, uma reflexão introspetiva e absurda sobre a morte e a vida.

O trabalho dos atores é particularmente interessante. De forma teatral e por vezes burlesca, as personagens incarnam uma série de cenas que nos fazem lembrar os universos de Otto Dix e Georg Scholz. O registo é, ao mesmo tempo, divertido, sinistro, macabro, anacrónico e excêntrico.

Esta forma de ‘desespero escandinavo’ acaba por seduzir-nos, tal como seduziu o júri da última Mostra de Veneza, que recompensou o filme com um Leão de Ouro.

O filme estreia em Portugal a 25 de junho e faz parte de uma trilogia iniciada pelo autor há 15 anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon