EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Orçamento do "Europa Criativa" quase duplica

Orçamento do "Europa Criativa" quase duplica
Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Nara Madeira com EVN, AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Orçamento do "Europa Criativa" quase duplica. São 2,5 mil milhões de euros para apoiar os setores da cultura e audiovisual.

PUBLICIDADE

É o maior investimento financeiro de sempre da União Europeia no setor da Cultura e audiovisual. Os membros do Parlamento Europeu aprovaram, esta quarta-feira o novo programa "Europa Criativa" com quase o dobro do anterior orçamento. São 2,5 mil milhões de euros para os setores cultural e audiovisual da UE até 2027.

Tomasz Frankowski, eurodeputado polaco, adiantava que "a__pós alguns anos", chegaram "a um acordo que é muito importante, e é um sinal para todo o sector cultural e criativo. É o maior programa de apoio a criadores e artistas, o maior orçamento. Nunca na sua história a União Europeia gastou tanto em cultura como irá gastar nos próximos sete anos".

A cultura vista como um bem essencial que também pode trazer dinheiro e empregos. Os membros do Parlamento Europeu reconhecem a importância deste setor para a Europa e comprometem-se a ajudá-lo a recuperar da crise criada pela pandemia da COVID-19.

Massimiliano Smeriglio, eurodeputado italiano, explicava que "foi um caminho percorrido ao longo de dois anos de difíceis negociações com o Conselho, com a Comissão. Difícil também por causa da pandemia e, portanto, o trabalho mais complicado não foi feito presencialmente. Mas no final estamos satisfeitos, também porque 2,5 mil milhões são um sinal importante de contraciclo. É a primeira vez que o Parlamento Europeu inverte a tendência e investe no setor cultural. A cultura ocupa-se da alma, mas é também um sistema produtivo", acrescentava.

O novo "Europa Criativa" abrange todos os domínios culturais e projetos desde o início de 2021 até 2027.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Artista francês JR questiona estereótipos entre israelitas e palestinianos

Uzbequistão estreia-se na Bienal de Arquitetura de Veneza

Covid-19 cancela ou adia Cultura