This content is not available in your region

Conhecer a próxima geração de viticultores búlgaros (dando uma reviravolta às castas antigas)

euronews_icons_loading
Meet the Locals
Meet the Locals   -   Direitos de autor  euronews
De  Monica Pinna

Radostin e Peter são os fundadores da produção de vinho Georgiev/Milkov. Incorporam a próxima geração de viticultores búlgaros com muitas ideias frescas que, no entanto, estão enraizadas na tradição búlgara.

Começaram por diversão em 2014, sem uma ideia clara de como a sua paixão se poderia transformar num negócio adequado. Não tendo a possibilidade de comprar as suas próprias vinhas, partiram numa viagem para as diferentes regiões vinícolas da Bulgária. Decidiram que era tempo das castas locais receberem a atenção merecida.

"Não escolhemos grandes quantidades - diz Peter - porque se tratava apenas de uma experiência. Seleccionámos algumas vinhas e começámos a produzir dois barris de Rubin e Mavrud variedades tintas".

A paixão de Radostin tornou-se cada vez mais forte desde a sua adolescência. Produziu o seu primeiro vinho com o pai e avô quando não tinha mais de 8 anos. Peter desenvolveu a curiosidade sobre a arte naturalmente. Conheceram-se na Universidade de Plovdiv durante um estágio. Descobriram que tinham muito em comum enquanto falavam de vinho, durante um turno da noite numa adega local.

Os dois amigos uniram forças na Bulgária depois de terem adquirido experiência em todo o mundo, incluindo nos EUA, Nova Zelândia, China, Áustria e Malta.

"A filosofia que estamos a tentar seguir - explica a Radostin - é que a produção de vinho precisa de expressar a natureza do solo e dos seus frutos e de evitar, tanto quanto possível, uma intervenção tecnológica que mudaria o sabor dos vinhos".

Peter e Radostin visam tornar os seus vinhos mais acessíveis às gerações mais jovens, interessadas em vinhos espumantes e naturais - sem aditivos. A experimentação é a chave para transformarem as castas tradicionais em vinhos mais modernos.

Explicam que podem, por exemplo, vinificar as uvas Red Misket como um vinho branco clássico ou como um vinho espumante, o chamado Pét-Nat ("pétillant naturel" - um termo francês que se traduz em "espumante natural"). Apesar do seu nome, a Red Misket é utilizada para a produção de vinhos brancos de alta qualidade. É uma antiga casta búlgara comum em toda a Bulgária, mas que mal pode ser encontrada em qualquer outra parte do mundo. Georgiev/Milkov utilizam criativamente a tecnologia "pét-nat" também para vinificar o Mavrud tinto. O local de nascimento desta casta é a zona em redor da actual cidade de Plovdiv, na região vinícola da Trácia Ocidental. O nome Mavrud deriva do grego "mavro", que significa preto.

Radostin e Peter dizem que a produção de vinho ultrapassou a paixão. Tornou-se num modo de vida.

"Estas garrafas significam a minha vida como um todo, porque é algo que fazemos todos os dias. E no final, quem abre esta garrafa sabe a uma parte de nós". - explica Peter.

O que inspira Radostin é que cada garrafa de vinho dá uma sensação da terra de onde vem, também a qualquer pessoa que a abra fora do país.