This content is not available in your region

"Sunday, Bloody Sunday" em Kiev

euronews_icons_loading
Bono e The Edge, dos U2, com Antytila, um músico ucraniano agora ao serviço do exército da Ucrânia
Bono e The Edge, dos U2, com Antytila, um músico ucraniano agora ao serviço do exército da Ucrânia   -   Direitos de autor  SERGEI SUPINSKY/AFP
De  Teresa Bizarro

Um amor. Uma vida. O mesmo sangue. A  letra de "One", dos U2, ganhou este domingo um significado especial. Bono e The Edge estiveram na Ucrânia e, durante mais de uma hora, cantaram os principais hinos da banda irlandesa numa estação de metro em Kiev.

Os dois músicos quiseram entregar uma mensagem de apoio e esperança aos ucranianos.

"Nós tivemos alguns problemas com um vizinho poderoso, mas isso é passado. Agora temos uma paz duradoura na Irlanda e rezamos para que vocês usufruam dessa paz, em breve, na Ucrânia," disse Bono numa alusão ao conflito que dividiu durante décadas a ilha irlandesa.

"Sunday, Bloody Sunday" ouviu-se em Kiev, neste novo domingo sangrento, agora na Ucrânia; 50 anos depois do massacre de Bogside, na Irlanda do norte.