This content is not available in your region

Cultura e gastronomia na cidade portuária de Jeddah

euronews_icons_loading
Cultura e gastronomia na cidade portuária de Jeddah
Direitos de autor  euronews
De  euronews

Nesta edição de Inspire Saudi, vamos conhecer a arte e a cultura da cidade portuária de Jeddah.

As artes e a cultura estão em destaque na exposição 21.39 Jeddah Arts, organizada pelo Conselho de Arte Saudita. Para a nona edição do evento, os artistas foram convidados a partilhar com o público o seu "makan" preferido, que significa "lugar" em árabe.

"Jeddah 21.39 é uma das exposições mais antigas do país. É um evento coletivo para todos os artistas, não só artistas locais, mas de todo o mundo. A cada ano o tema é ainda mais interessante do que o do ano anterior", disse à euronews Lujain Faqerah.

Do outro lado da cidade, o centro Hayy Jameel, dedicado à arte foi inagurado há alguns meses. "O centro Hayy Jameel está a tornar-se numa encruzilhada e num espaço íntimo onde os talentos criativos se podem inspirar uns aos outros, tanto entre a comunidade local que já está estabelecida aqui há muito tempo, como no seio da comunidade internacional", disse Rahul Gudipudi, curador do centro Havy Jameel.

O bairro histórico de Al-Balad

O bairro de Al-Balad, em Jeddah, integra a lista de Património Mundial da UNESCO e é  o sítio onde decorre o Festival Internacional de Cinema do Mar Vermelho. 

"No ano passado, realizei um filme com o meu querido amigo David Dark. Maskoon é  um thriller psicológico rodado em Al-Balad. É o cenário perfeito para um filme e, neste caso, o próprio local é uma das personagens principais. A narrativa gira em torno de Al-Balad e, ao mesmo tempo, mostra a beleza das artes, da cultura e a riqueza do património", contou a realizadora saudita Lina Malaika. 

O Festival Internacional de Cinema do Mar Vermelho

O filme de Lina Malaika foi seleccionado para estrear no Festival Internacional de Cinema do Mar Vermelho, o primeiro festival de cinema saudita.

"Desde a infância que adoro cinema. Sinto que é a melhor maneira de fazer passar uma mensagem. Estudei produção cinematográfica em Nova Iorque.Quando decidi que queria fazer filmes, era uma escolha invulgar. Mas, fi-lo de qualquer modo. E podemos ver onde estamos hoje. O cinema é apreciado e apoiado por todos. Estou muito orgulhosa por ser uma cineasta saudita. Mas, é claro, isso acarreta uma enorme responsabilidade. Tenho de saber criar obras dinâmicas, informativas e elaboradas que representem realmente quem eu sou e também o meu país", acrescentou a cineasta saudita, Lina Malaika.

A gastronomia de Jeddah

O peixe fresco ocupa um lugar central das ementas dos restaurantes de Jeddah. O Baeshen, por exemplo, é uma iguaria incontornável e vale a pena provar o pão árabe acabado de cozer. Forn Al-Shaikh é uma das padarias mais antigas do país, fundada há mais de 100 anos.

A cena gastronómica de Jeddah está em crescimento. Keith Yeap dirige o restaurante premiado Shang onde propõe uma culinária chinesa criativa e colorida.

"Se o prato for colorido, os convidados ficam logo apaixonados a 30%. Os outros 70% vão depender da textura, dos ingredientes e sabores. Uso muitos alimentos coloridos nos meus pratos, para cativar os olhos", sublinhou Keith Yeap.