EventsEventosPodcast
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Zerocalcare em Lyon para a inauguração da exposição "De Rebibbia a Kobani"

Zerocalcare
Zerocalcare Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A primeira parte da exposição, relativa a Rebibbia, decorre até 31 de agosto de 2022 no Instituto Italiano de Cultura de Lyon, e a segunda parte, relativa a Kobani, termina a 30 de junho, numa livraria da cidade.

PUBLICIDADE

O cartoonista italiano Michele Rech, mais conhecido pelo seu nome artístico Zerocalcare, visitou a cidade de Lyon, por ocasião da vernissage da sua exposição "De Rebibbia a Kobani" e do Festival de Banda Desenhada, que decorrem na cidade francesa.

Perguntámos-lhe porque nunca retratou a guerra na Ucrânia.

Nunca estive na Ucrânia. É uma realidade que eu não conheço. Só posso retratar temas que leio nos jornais, que é o que todos leem. A razão porque nunca fiz nada sobre o país é porque preciso de ouvir as vozes que vêm de lá, em vez de repetir o que leio e adicionar ruído ao ruído.
Zerocalcare, cartoonista

As histórias aos quadrinhos que popularizaram o artista estão profundamente enraizadas no subúrbio romano de Rebibbia, em Roma, e incluem referências à cultura pop e a vídeojogos dos anos oitenta. Os seus personagens falam uma língua quase incompreensível fora da cidade italiana. No entanto, os seus livros têm enorme sucesso a nível internacional.

Durante uma sessão de autógrafos dos seus livros, o cartoonista descreveu-nos os principais temas que o seu trabalho aborda.

O cerne destas histórias é a história das minhas inseguranças, fragilidade, e paranóias. E acredito que estas não tem uma geografia específica nem dados pessoais. Se alguém reconhece esse tipo de insegurança, identifica-se. Se não reconhece, não pode identificar-se com as minhas histórias - mesmo que seja de Roma, da zona de Rebibbia, e tenha nascido em 1983 como eu.
Zerocalcare, cartoonista

No ano passado, o artista ganhou popularidade com a série "Destacar pelo Picotado", produzida para a Netflix, e está agora a trabalhar numa segunda.

A nova série vai ser muito diferente, não vai ser a continuação de "Destacar pelo Picotado". A pior coisa que eu poderia fazer seria uma má cópia da primeira série.
Zerocalcare, cartoonista

Os cómicos de Zerocalcare atingiram o recorde de vendas de um milhão de cópias em 2019. A banda desenhada "Kobani Calling", sobre a causa curda, é a sua mais famosa.

A primeira parte da exposição, relativa a Rebibbia, decorre até 31 de agosto no Instituto Italiano de Cultura de Lyon, e a segunda parte, relativa a Kobani, termina a 30 de junho, numa livraria da cidade.

O Festival de Banda Desenhada de Lyon decorre até 12 de junho.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rendez-vous: O melhor da cultura na Europa

Cultura e gastronomia na cidade portuária de Jeddah

"A cultura da Ucrânia está viva!"