This content is not available in your region

As Seychelles enfrentam uma maré de pesca ilegal

euronews_icons_loading
As Seychelles enfrentam uma maré de pesca ilegal
Direitos de autor  Euronews
De  Denis Loctier

As Seychelles enfrentam uma maré de pesca ilegal: pelo menos seis navios estrangeiros, principalmente da Índia e Sri Lanka, foram capturados aqui sem licença desde o início do ano.

A tripulação da Euronews Ocean Film viu vários navios de bandeira indiana serem detidos no porto da capital das Seychelles, Vitória. De acordo com Johnny Louys que gere o Departamento de Controlo e Vigilância da Autoridade de Pesca das Seychelles, os capitães das embarcações ilegais enfrentam agora uma pena de prisão, as tripulações foram extraditadas e as embarcações podem ser destruídas enquanto aguardam ordem judicial. A pesca ilegal tornou-se um problema crescente para as Seychelles, com a sua vasta zona económica exclusiva de pesca e capacidades limitadas de patrulha e controlo, como explicou Johnny Louys.

O Oceano Índico Ocidental é um dos locais mais conhecidos para a pesca. O atum é bastante comum aqui. Temos muitos estados costeiros que dependem economicamente da pesca. E também temos uma série de outros países que vêm de longe para utilizar estes recursos.

O peixe é uma das proteínas mais consumidas nas Seychelles. É um dos produtos mais consumidos per capita do mundo, cerca de 58 quilos per capita. É também uma importante atividade económica, a seguir ao turismo - uma das mercadorias mais exportadas nas Seychelles.

Mas uma das principais ameaças a pesca na região é definitivamente a pesca ilegal.

A razão mais óbvia é porque os bancos de pesca são muito produtivos. Portanto, isso é um incentivo para que as pessoas entrem e pesquem.

Temos cerca de 400 quilómetros quadrados de costa, em comparação com 1,4 milhões de quilómetros quadrados de ZEE (zona económica exclusiva).

Num mundo ideal, ter patrulhas regulares ajudaria a controlar os barcos que aqui se encontram, certificando-se que estão em conformidade. Mas infelizmente, temos também de nos certificar que os barcos que vêm de longe não estão a pescar nas nossas águas.

Os recursos são bastante limitados, os orçamentos são bastante limitados e quando temos ainda de lutar contra barcos de outros países, isso realmente aumenta a carga administrativa e financeira necessária para combater a pesca ilegal.
Johnny Louys
Chefe de Departamento, Controlo e Vigilância, Autoridade de Pesca das Seychelles