EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Turismo e agricultura em Kos sofrem com alterações climáticas

Agricultor grego segura pedaço de solo afetado pela seca (arquivo)
Agricultor grego segura pedaço de solo afetado pela seca (arquivo) Direitos de autor SAKIS MITROLIDIS/AFP
Direitos de autor SAKIS MITROLIDIS/AFP
De  Apostolos Staikos
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Autoridades temem que vagas de calor afastem turistas da ilha, com uma agricultura já bastante afetada pelas alterações climáticas

PUBLICIDADE

A ilha de Kos é um dos mais populares destinos turísticos da Grécia, acolhendo cada ano 1,3 milhões de visitantes.

Mas as autoridades locais temem que as vagas de calor prolongado afastem os turistas de Kos nos próximos verões.

Os agricultores e produtores locais já sofrem as consequências do calor extremo e das alterações climáticas, com secas cada vez mais severas e prolongadas e temperaturas frequentemente acima dos 40 graus Celsius.

Ioannis Papadimitriou, produtor de azeitonas:"As alterações climáticas afetaram significativamente a produção de azeite, não apenas na nossa ilha, mas em toda a Grécia. No próximo ano, estimamos uma produção de cerca de 30% ou, no máximo, 40% da do ano passado e isso deve-se sobretudo às alterações climáticas."

Os apicultores enfrentam as mesmas dificuldades. Os invernos demasiado amenos "enganam" as abelhas, as flores surgem demasiado cedo e a meteorologia instável também não ajuda.

Anthouli Dionysia, produtora de mel:"Tivemos um tempo louco este ano e estamos a ver os efeitos, agora que a produção começou. Tivemos muita chuva no momento errado e agora muito calor. As colheitas não são como esperávamos, inicialmente em termos de quanidade e, em breve, veremos também na qualidade."

Nos últimos anos, os viticultores de Kos têm tentado dar a conhecer o vinho da ilha para além das fronteiras da Grécia.

Mas as alterações climáticas revelam-se um inimigo de peso, afetando o gosto, qualidade e a própria identidade das uvas.

Mary Triantafyllopoulou, viticultora:"As alterações climáticas afetam o vinho, não apenas em Kos, mas em todo o lado. As técnicas de cultivo modernas e conhecimento científico limitam os estragos, mas precisamos da ajuda de peritos e de grandes cuidados nas vinhas."

Apostolos Staikos, euronews:"Vinho, azeite e mel. Os produtores já sentem os efeitos das alterações climáticas e também estão preocupados com os próximos anos, tanto em termos da quantidade como da qualidade dos bens produzidos na ilha, que serão afetados."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanha registou 22 mil mortes relacionadas com o calor nos últimos oito anos. Como é que um novo mapa pode ajudar?

Abril bate recordes de temperatura global pelo 11º mês consecutivo. Qual o papel do El Nino?

Teorias da conspiração passaram da covid-19 para o clima. Que impacto podem ter nas eleições europeias?