EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Que direitos para os ciber-consumidores?

Que direitos para os ciber-consumidores?
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Nikita, Bélgica:

Quando vejo algo interessante e não muito caro na internet, hesito sempre em comprar, sobretudo se o vendedor está noutro Estado-membro da União Europeia. Quais são os meus direitos, enquanto ciber-consumidora, e a quem me devo dirigir em caso de problema?

Bruno Dupont, fundador da Euralia – European Affairs Consultancy:

É preciso estarmos atentos a um certo número de questões elementares, como por exemplo assegurarmo-nos que o vendedor existe, tem um endereço e parece sério no que toca à variedade de produtos que propõe.

É preciso ler as condições contratuais. Podemos contactar o vendedor, ele deve ter um número de telefone para que possamos ter a certeza que ele existe e para podermos ter um contacto com ele.

Há obstáculos importantes: O primeiro, que faz sempre algum medo aos consumidores, é a dificuldade em termos de meios de pagamento, porque não estão harmonizados nos 27 Estados-membros e isso é um problema.

Agora, é preciso saber que a legislação europeia sobre a resolução de pequenos litígios permite reclamar de forma simples e barata, por litígios de menos de 200 euros.

Basta fazer download deste formulário (ec.europa.eu/eyouguide), que deve mandar à autoridade competente no seu país.

A nível comunitário, existe o Gabinete Europeu de Uniões de Consumidores, que está sediado em Bruxelas e junta as associações de consumidores dos vários países. Tem reuniões com as instituições europeias, para fazer avançar as regras de proteção dos consumidores.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Parlamento Europeu quer harmonizar as garantias de produtos

As medidas de segurança aérea no pós-Germanwings

Os direitos dos trabalhadores destacados