Eurodeputados da Frente Nacional visados em alegada fraude

Eurodeputados da Frente Nacional visados em alegada fraude
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, apresentou uma queixa contra o partido francês Frente Nacional junto da Agência Europeia Anti-fraude. Em causa está o alegado uso indevido de verbas

PUBLICIDADE

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, apresentou uma queixa contra o partido francês Frente Nacional, dirigido por Marine Le Pen, junto da Agência Europeia Anti-fraude.

Em causa está o alegado uso indevido de verbas da instituição europeia destinadas a salários de assistentes dos 24 eurodeputados eleitos pelo partido de extrema-direita.

“Trata-se de uma quantia enorme de dinheiro paga pelo Parlamento Europeu e temos que esclarecer se trabalham efetivamente como assistentes dos eurodeputados ou se, na realidade, trabalham para a sede da Frente Nacional, em França”, disse Martin Schulz.

A Frente Nacional já negou a prática de fraude e anunciou que vai apresentar queixa contra Schulz por difamação, o que fez através da conta Twitter da líder.

Marine Le Pen é candidata às eleições presidenciais francesas de 2017 e a Frente Nacional lidera algumas sondagens para as eleições autárquicas, já no final deste mês.

O presidente do Parlamento Europeu também enviou uma carta sobre o assunto ao ministro da Justiça francês.

Cabe à Agência Europeia Anti-fraude decidir se abre formalmente uma investigação, o que poderá levar alguns meses.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy pede ajuda a Bruxelas para crise com agricultores polacos

Trabalhadores de plataformas digitais exigem diretiva da UE

Oposição russa visita Parlamento Europeu e diz que "não vai desistir"