EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Crise na Síria: UE avança com ajuda humanitária mas sem sanções contra a Rússia

Crise na Síria: UE avança com ajuda humanitária mas sem sanções contra a Rússia
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Os ministros dos Negócios Estrangeiros voltam a exigir o fim das hostilidades na Síria.

PUBLICIDADE

Os ministros dos Negócios Estrangeiros voltam a exigir o fim das hostilidades na Síria. Na reunião dos 28 que decorreu no Luxemburgo, ficaram garantias de que está tudo pronto para avançar com uma intervenção humanitária.

A chefe da diplomacia europeia explicou que “a União Europeia avançou com uma proposta de entrega de ajuda médica e transporte de feridos mas para que isso aconteça os bombardeamentos têm de parar durante algumas horas. Mas repito que não é apenas uma questão de algumas horas, é uma questão de responsabilidade. Por isso pedimos à Rússia que demonstre essa responsabilidade”.

Entretanto, Mogherini também afastou a possibilidade de sanções contra a Rússia por causa da participação militar na Síria, mas admitiu possíveis castigos ao regime de Damasco pelos bombardeamentos aos rebeldes.

Marc Pierni, especialista em política externa do instituto Carnegie Europe, lembra que “até agora, a União Europeia, nesta tragédia síria está confinada à ajuda humanitária e nesta matéria sabe o que faz. Mas continua a existir uma ausência de papel político que corresponda mais ou menos a uma vontade única dos Estados-membros.

Os 28 vão ainda pedir à Rússia, aliada de Assad, para ter uma atuação que permita pôr fim à violência e a chegada da ajuda humanitária ao terreno.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Salvamento em Alepo

Bombardeamentos sobre Aleppo continuam

Divergências entre os 28 impedem sanções à Rússia por causa da Síria