This content is not available in your region

Opiáceos sintéticos causam muitas das 'overdoses' na Europa

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva  com Lusa
Opiáceos sintéticos causam muitas das 'overdoses' na Europa

O aparecimento de opiáceos sintéticos muito potentes, que apresentam “riscos graves para a saúde pública”, é um dos elementos em destaque no relatório anual do Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência, divulgado terça-feira.

Mais de 700 pessoas, por mês, morreram por ‘overdose’, em 2015, nos países da União Europeia, na Noruega e na Turquia, representando um aumento de 6% em relação a 2014.

“O recente aumento das mortes relacionadas com drogas, em alguns países, a variedade dessas causas, a evolução do mercado das novas substâncias psicoactivas e dos problemas nas comunidades marginalizadas, bem como os desenvolvimentos recentes nos novos opiáceos sintéticos exigem de todos nós uma maior atenção e cooperação “, disse Alexis Goosdeel, diretor desta agência europeia.

Em Portugal registraram-se 40 mortes por ‘overdose’, em 2015, o segundo ano em que se deu um aumento consecutivo deste tipo de mortalidade, segundo um relatório nacional, apresentado em fevereiro passado.