EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Segunda ronda do Brexit "analisa em profundidade os temas"

Segunda ronda do Brexit "analisa em profundidade os temas"
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva com Lusa e Reuters
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Enquanto a classe política britânica, incluindo o próprio governo, ainda parece dividida sobre se o Reino Unido quer um Brexit duro ou mais suave, as negociações com a União Europeia avançam em Bruxel

PUBLICIDADE

Enquanto a classe política britânica, incluindo o próprio governo, ainda parece dividida sobre se o Reino Unido quer um Brexit duro ou mais suave, as negociações com a União Europeia avançam em Bruxelas, com a segunda ronda a ter lugar entre segunda e quinta-feira.

Depois de no primeiro encontro se ter falado do calendário e da metodologia, o principal negociador pela União Europeia, Michel Barnier, explicou que “vamos agora analisar em profundidade os assuntos. Temos de comparar as respetivas posições para podermos progredir consideravelmente”.

O ministro britânico com a pasta do Brexit, David Davis, também disse que“é muito importante progredir, agora, através da identificação das diferenças, para que possamos lidar com elas, e das semelhanças, para que possamos reforçá-las”.

Excellent analysis about #Brexit + the disruptive effect of regulatory divergence https://t.co/QMg3TeFqYH via FT</a></p>&mdash; Sabine Weyand (WeyandSabine) July 15, 2017

Do lado britânico apela-se, agora, a uma fase de transição entre o acordo de saída, em 2019, e o início de um eventual acordo de livre comércio.

“Os apoiantes do Brexit duro falam de um compasso de espera para que o setor dos serviços se prepare para a saída da união aduaneira. Mas os defensores de um Brexit suave, liderados pelo ministro das Finanças, Philip Hammond, não escapam ao dogma essencial de que o que está em causa é a saída da União Europeia”, explicou, à euronews, Michael Emerson, analista no Centro de Estudos de Política Europeia.

Os direitos dos cidadãos e os compromissos financeiros a pagar pelo Reino Unido são duas prioridades onde existem grandes divergências entre as partes. O terceiro tema difícil é a fronteira com a Irlanda do Norte.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin promete cessar-fogo se Ucrânia retirar das regiões ocupadas

Von der Leyen recusa participar no debate entre líderes sobre os cargos de topo da UE

Acordo de ajuda à Ucrânia dos líderes do G7 já é considerado “histórico”