Alemanha: Schulz condiciona coligação à questão europeia

Alemanha: Schulz condiciona coligação à questão europeia
Direitos de autor 
De  Isabel Silva com LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

A Alemanha deve permanecer o motor da política europeia e ajudar a refundar o projeto. Esta posição foi apresentada pelo partido social-democrata alemão como uma das condições para renovar a coligação com os conservadores de Angela Merkel.

“Para os futuros parceiros de uma coligação de governo na Alemanha, a Europa terá de ser, certamente, uma das questões fundamentais”, disse o líder do partido, Martin Schulz, à chegada para mais uma reunião negocial, na segunda-feira, em Berlim.

#Germany‘s coalition sticking points includes #Immigration, #HealthCare and plans to overhaul the #Eurozone, the NYTimes reports https://t.co/ponViOEqlH

— PubAffairs EU News (@PubAffairsEU) January 8, 2018

A França é o outro peso-pesado do bloco que quer aprofundar a União, pelo que um eurodeputado liberal francês próximo do Presidente Emmanuel Macron está otimista com esta perspetiva.

“Se esta grande coligação for formada, acho que será favorável para a Europa, fortalecendo o relacionamento franco-alemão, mas também será positiva para os restantes parceiros europeus”, disse, à euronews, Jean Arthuis.

A decisão sobre a coligação deve ser tomada até ao final da semana.

Chancellor Angela Merkel is starting a new round of coalition talks. More than three months have passed since the election – the longest period of coalition-building Germany has ever known. https://t.co/C08jUzvCnj#news#headlines#millennials#merkel#eu#eurozone

— The Visionable (@thevisionable) January 8, 2018

A Alemanha tem desde as eleições, em setembro passado, um Governo de gestão, o que limita a capacidade de iniciativa do executivo, numa altura em que França insiste na urgência de uma refundação da União Europeia.

Merkel, Schulz e o líder do partido bávaro aliado da CDU, a CSU, Horst Seehofer, presidem às conversações, que reúnem 36 pessoas, 12 de cada um dos partidos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alemanha a um passo de governo de grande coligação

Presidente do Conselho Europeu alerta para "horas críticas" nos ataques Israel-Irão

Cimeira: Líderes querem criar novo "pacto de competitividade" para a UE