EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

As motivações de quem vota pela primeira vez nas eleições europeias

As motivações de quem vota pela primeira vez nas eleições europeias
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na contagem decrescente para o escrutínio a Euronews dá voz às novas gerações que se estreiam nas urnas

PUBLICIDADE

Dentro de cem dias, aproximadamente, os cidadãos da União Europeia vão começar a ser convidados para ir às urnas escolher o novo Parlamento Europeu que vai trabalhar com a uma nova Comissão até 2024. A Euronews foi ouvir as motivações de quem vota pela primeira vez.

A jovem Ines Andrews vai pela primeira vez às urnas, na Bélgica. Parte com uma missão clara rumo às eleições europeias: representar outros jovens que ainda não estão em condições de votar.

"Vou votar pela primeira vez porque penso que não se trata apenas de um direito mas também de um privilégio. Com dupla nacionalidade (França e Inglaterra) e tendo vivido em diferentes países europeus acredito que as eleições europeias são importantes. Quando votar estarei a pensar no meu futuro, no de todas as pessoas ao meu redor e no futuro do mundo, porque está nas nossas mãos. Recentemente, na marcha pelo clima, percebi que grande parte das pessoas tinha menos de 18 anos. Não terão oportunidade de se fazer ouvir. Penso que isso é muito importante porque estiveram na marcha e têm opiniões formadas sobre a matéria. Por isso, quero votar por eles", sublinhou a jovem.

Ines Andrews acrescentou: "Quero que a Europa seja um lugar em que as pessoas podem expressar as opiniões e preocupações de forma livre. Quero que seja um lugar que influencia mudanças positivas no mundo. Penso que os políticos deviam fazer mais do que falar. Deveriam ser mais conscientes e preocupar-se com o que os rodeia. Votaram neles para isso, por essa razão devem ser capazes de cumprir esse objetivo."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sondagem: PS com nove lugares no Parlamento Europeu

Zelenskyy agradece aos EUA e ao Japão pelos pactos de segurança "históricos" no primeiro dia da cimeira do G7

Europa afetada por ondas de calor, tempestades e inundações