EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Avramopoulos: Europa "nunca poderá ser uma fortaleza"

Avramopoulos: Europa "nunca poderá ser uma fortaleza"
Direitos de autor 
De  Isabel Marques da Silva
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Avramopoulos: Europa "nunca poderá ser uma fortaleza"

PUBLICIDADE

A União Europeia tem sido criticada por várias entidades, incluindo agências das Nações Unidas, por não adotar medidas para a entrada regular de migrantes e refugiados no território.

Na reta final do seu mandato, a euronews entrevistou o comissário europeu com esta pasta, Dimitris Avramopoulos, que alerta que "a Europa nunca se deve tornar uma fortaleza".

"A primeira vez que se usou esse termo foi em 1933, por Hitler. Não queremos esse tipo de Europa, mas, ao mesmo tempo, temos que proteger nossas fronteiras", afirmou.

São grandes as divergências entre os Estados-membros sobre a reforma do sistema de Dublin, que regula a política de asilo. Dimitris Avramopoulos diz que não o fazer vai ter sérios impactos no bloco.

"Quero fazer referência aos nossos esforços para adotar o chamado novo regulamento de Dublin, que é muito importante. Fiquei muito dececionado com a posição de alguns governos. Alguns consideram que é uma questão que fica distante deles, que diz apenas respeito ao sul da Europa. Mas não é o caso e precisamos de adotar uma estratégia para toda a Europa", explicou o comissário.

Face às recentes ameaças do governo turco de voltar a deixar partir seu território refugiados migrantes que querem vir para a União Europeia, o comissário europeu defende manter uma boa cooperação.

"O acordo entre a União Europeia e a Turquia deve continuar a ser implementado. Essa cooperação deve, mesmo, ser aprofundada no futuro", disse Avramopoulos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

1500 refugiados retirados de Moria

Aumentam as missões de navios humanitários no Mediterrâneo

Crise migratória na Europa chegou ao fim