EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Estado da União": Tusk no PPE, colonatos israelitas

"Estado da União": Tusk no PPE, colonatos israelitas
Direitos de autor REUTERS/Antonio Bronic
Direitos de autor REUTERS/Antonio Bronic
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O programa dá destaque à eleição do polaco Donald Tusk para presidente do Partido Popular Europeu e à política de colonatos israelita que os EUA deixaram de considerar ilegal, num anúncio criticado pela ONU e pela UE.

PUBLICIDADE

Nos últimos cinco anos, Donald Tusk foi presidente do Conselho Europeu, cargo que usou para criticar fortemente o Brexit, bem como a ascensão de partidos de extrema-direita na Europa de leste, incluindo na Polónia, onde nasceu.

Dentro de alguns dias, Tusk deixará o cargo que vai passar para o liberal belga Charles Michel. Mas Tusk não vai reformar-se já que, esta semana, foi eleito presidente do Partido Popular Europeu, a maior família política da Europa.

Em destaque esta semana está, também, a decisão da administração dos EUA de deitar por terra décadas de diplomacia no Médio Oriente. Washington declarou que não considera que os colonatos israelitas em territórios palestinianos violem a lei internacional.

Numa forte crítica ao Presidente Donald Trump, os outros 14 membros do Conselho de Segurança da ONU condenaram este anúncio do seu governo, reiterando que os colonatos são ilegais de acordo com a lei internacional.

Uma reportagem da correspondente Isabel Marques da Silva mostra como a política de colonatos afeta o quotidiano dos habitantes de Hebron, a maior cidade da Cisjordânia.

Destaques na agenda da próxima semana:

25 de novembro

Reunião de emrgência da Liga Árabe, no Cairo (Egito) para debater as consequências da mudança de posição dos EUA sobre os colonatos israelitas.

Reunião do Conselho de Negócios Estrangeiros da União Europeia, em Bruxelas, sobre a política de desenvolvimento sustentável e a migração.

27 de novembro

O Parlamento Europeu vota a equipa da Comissão Europeia, em Estrasburgo (França), que deverá tomar posse a 1 de dezembro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Excursões em Hebron explicam política de colonatos israelita

UE condena promessa de anexação de Netanyahu

“Estado da União”: Proteger a natureza e controlar gigantes digitais