Reforço da diplomacia europeia para travar tensão no Médio Oriente

Reforço da diplomacia europeia para travar tensão no Médio Oriente
Direitos de autor video
Direitos de autor video
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Os ministros dos Negócis Estrangeiros da União Europeia apostam no reforço diplomático para tentarem travar a escalada da tensão no Médio Oriente.

PUBLICIDADE

Os ministros europeus dos Negócios Estrangeiros reiteraram esta sexta-feira, o apoio ao acordo nuclear negociado com o Irão e expressaram preocupações de que a escalada das tensões na região possa levar ao ressurgimento das atividades do Estado Islâmico (EI).

O alto representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Josep Borrell, disse, em conferência de imprensa, no final da reunião, em Bruxelas: "Apelamos ao Irão para que cumpra sem demora o acordo sobre o nuclear - e os ministros deram-me um forte mandato para realizar esforços diplomáticos com todas as partes, incluindo o Irão, para contribuir para diminuir a tensão na região, apoiar o diálogo político e promover soluções políticas regionais".

Reanimar o acordo sobre o nuclear; manter ativa a coligação contra o Estado Islâmico no Iraque, mas também encontrar uma solução para o conflito da Líbia são os grandes desafios do momento da diplomacia europeia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cimeira: Líderes querem criar novo "pacto de competitividade" para a UE

Política da UE. Parlamento Europeu terá novas regras mas há poucas mudanças para as mulheres

Líderes da UE sob pressão de Zelenskyy para reforçar as defesas aéreas da Ucrânia