"Estado da União": Pandemia, Putin e feminismo

"Estado da União": Pandemia, Putin e feminismo
Direitos de autor Stephanie Lecocq/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Isabel Marques da Silva
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A declaração da Organização Mundial de Saúde de que a crise do Covid-19 atingiu o nível de pandemia, as alterações constitucionais propostas pelo Presidente da Rússia, Vladimir Putin, e uma entrevista exclusiva sobre feminismo com a líder do Femen, Inna Shevchenko, estão em destaque neste programa.

PUBLICIDADE

O epicentro do Covid-19 na Europa continua a estar em Itália, agora que a doença foi declarada uma pandemia pela Organização Mundial da Saúde. O resto da Europa está a preparar-se para evitar que a situação evolua como em Itália, com a totalidade do país em quarentada.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, enviou palavras de conforto aos italianos e apresentou um pacote de medidas a nível da defesa da saúde pública e para apoiar a desaceleração económica m toda a União Europeia.

Outro tema em destaque no programa é a alteração constitucional proposta pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, por forma a poder recandidatar-se ao cargo, em 2024, quando termina o atual quarto mandato.

Na semana em que se celebrou o Dia Internacional das Mulheres (8 de março), a jornalista Ana Lazaro entrevistou Inna Shevchenko, líder do Femen, uma organização feminista radical que ficou conhecida pelos protestos com as ativistas de seios desnudos.

Destaques na agenda da semana que vem:

  • Os ministros das Finanças da zona euro deverão debater os impactos do Covid-19
  • A chanceler alemã Angela Merkel e o presidente francês Emmanuel Macron deverão reunir-se com o presidente turco Recep Erdogan sobre a crise migratória
  • Segunda ronda de negociações entre a União Europeia e o Reino Unido sobre o futuro relacionamento comercial e político
Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Há retrocesso nos direitos das mulheres", diz líder da FEMEN

OMS declara coronavírus como pandemia

Putin disposto a continuar no poder em 2024