EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Aeroportos e turismo europeu preparam arranque

Aeroportos e turismo europeu preparam arranque
Direitos de autor REMKO DE WAAL/AFP
Direitos de autor REMKO DE WAAL/AFP
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Aeroportos e turismo europeu preparam arranque. Embaixadores europeus deram luz verde para a entrada de turistas vacinados provenientes de fora do espaço europeu

PUBLICIDADE

A reconstrução do turismo europeu já começou. 

À medida que avançam as campanhas de vacinação e com o verão ao virar da esquina, os aeroportos ultimam os preparativos e Bruxelas não é exceção.

Após 14 meses de pausa novas infraestruturas estão a ser erguidas a fim de acolherem turistas vacinados provenientes de todo o mundo. 

A decisão seguiu-se a um encontro dos chefes da diplomacia europeia.

A indústria europeia de aviação acompanha a situação de perto depois do que foi o pior ano de sempre como explica Agnès Leroux da organização Airlines for Europe, uma organização que representa 70% do tráfego aéreo europeu.

"Tinhamos 14 mil ligações, estamos reduzidos a 6 mil. É por isso que precisamos de todas essas ligações porque para viajar este verão os passageiros poderão ter que fazer uma ou duas escalas... O ideal seria acabar com isso e recuperar as ligações", afirma.

Para Agnès Leroux o desafio é facilitar a vida aos passageiros evitando atrasos durante o embarque devido às burocracias.

"Temos uma manta de retalho de legislação na Europa. A crise demonstrou de novo que ainda falta solidariedade e uniformidade. O que temos vindo a dizer e foi agora demonstrado é que é seguro viajar de avião. As companhias aéreas e os aeroportos implementaram muitos protocolos de saúde. Por isso, é seguro e encorajamos todos a voarem de novo nas férias de verão", defende a representante.

O setor do turismo, um dos mais afetados durante a pandemia, está satisfeito por poder acolher visitantes de fora do espaço europeu.

"São ótimas notícias para a indústria, tanto os EUA como a China são a maior fonte de receitas fora da União Europeia, igualmente em termos de despesas e frequência de destinos. Estamos a falar do turismo da diáspora para países como a Irlanda mas também a Alemanha, país que aguarda a chegada dos turistas norte-americanos. Muitos destinos estão a preparar-se para os acolher, a eles e aos turistas chineses, nos últimos anos foram feitos muitos investimentos na China para atrair os turistas chineses", afirma Eduardo Santander, diretor-executivo da Comissão Europeia de Viagens, associação de organizações nacionais de turismo com sede em Bruxelas.

Para além de turistas chineses e norte-americanos, o continente prepara-se igualmente para acolher os britânicos, a maior parte deles já terão recebido duas vacinas até ao verão. 

Em 2019, 19 milhões de turistas britânicos visitaram Espanha.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Certificado Digital Covid da UE foi debatido na Arábia Saudita

Grécia reabre portas ao turismo

Ucrânia: bombardeamento em Kherson faz pelo menos dois mortos