This content is not available in your region

Grécia reabre portas ao turismo

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Grécia reabre portas ao turismo
Direitos de autor  Euronews

A partir desta sexta-feira, a Grécia reabre as portas ao turismo. As autoridades ditaram um conjunto de normas de forma a tornar o território num destino seguro e para escudar as ilhas gregas da Covid-19.

"Acredito verdadeiramente que o Governo - porque começa a esse nível - fez um um grande esforço. Penso que se as medidas forem seguidas e se a vacinação prosseguir o turismo estará melhor do que no ano passado", sublinhou, em entrevista à Euronews, Katerina Vlachou, proprietária do hotel Aldea, na ilha de Santorini.

Nikolaos Goumas, proprietário do hotel Agni Suites, na ilha de Lêucade, acrescentou: "Temos vindo a preparar há vários meses os quartos e as instalações de forma a estarmos todos prontos. Acredito que a partir da próxima semana, a grande maioria de nós será capaz de dar as boas-vindas a quem nos quiser visitar."

O recolher obrigatório do final do dia foi estendido para depois da meia-noite, com impacto na vida de bares e restaurantes.

"Penso especialmente no caso de Santorini, que não é uma ilha que aposta tanto na vida noturna como, por exemplo, Mykonos. É um elemento negativo porque as lojas noturnas terão um grande problema", referiu Dimitris Papanganos, proprietário do restaurante La Plage Noire.

Nikos Glavas, presidente da associação de proprietários de hotéis de Tsivili, em Zakynthos, acrescentou: "Depois de quase um ano de evolução do fenómeno da pandemia, podemos dizer que para além do conhecimento adquirimos a habilidade de sermos flexíveis e de nos conseguirmos adaptar a algo novo que surja."

O Dia D da reabertura, 14 de maio, tem sido discutido desde o mês passado, quando o ministro grego do Turismo, Haris Theoharis, esteve na Feira Internacional de Turismo de Berlim.

"A Grécia está pronta para receber os seus amigos estrangeiros como acontece todos os anos. Desta vez com protocolos, de forma segura, com processos que garantem a segurança das pessoas, tal como aconteceu no ano passado, para que possam regressar alegremente aos seus países", lembrou o ministro do Turismo.

Theodora Iliadi, Euronews - Com um teste PCR feito até 72 horas antes da partida ou com um teste rápido, qualquer pessoa que desejar pode embarcar num destes navios e viajar para o destino de escolha. Os que foram vacinados com ambas as doses podem viajar com o certificado de vacinação. Os que tiveram Covid-19, e que tiverem a prova de anticorpos, também serão autorizados a viajar."