This content is not available in your region

Ilhas flutuantes: uma solução mais barata para a limpeza das águas

De  Aurora Velez  & Euronews
euronews_icons_loading
Ilhas flutuantes: uma solução mais barata para a limpeza das águas
Direitos de autor  euronews

Existem cerca de dez ilhas-piloto do projeto LiveLagoons na Europa. A Lituânia tem cinco, a Polónia, duas e a Alemanha, três. Cada uma tem uma área de aproximadamente 26 metros quadrados.

Na Lituânia, foram instaladas há três anos. O coordenador do projeto, Arturas Razinkovas-Baziukas, dá alguns detalhes sobre estas zonas húmidas que combatem a poluição por nutrientes.

"Se considerarmos o efeito do investimento numa ilha, em comparação às estações de tratamento de águas residuais, as ilhas são muito mais baratas na manutenção do que, por exemplo, as estações de tratamento de águas, porque são soluções naturais que nos ajudam a remover os nutrientes".

No entanto, a estrutura inicial destas zonas húmidas flutuantes sofreu alterações, depois de a equipa responsável pelo projeto ter recebido algumas críticas.

"Comprámos um produto comercial feito de cubos de plástico. Temos muito plástico resistente aos raios ultravioleta, alguma fibra de coco, e colocamos as nossas plantas locais sobre eles. Mas no final, apercebemo-nos de que, em primeiro lugar, o preço destas ilhas é bastante elevado, especialmente se quisermos usá-las em privado.

E, em segundo lugar, muitas pessoas não ficaram satisfeitas com o uso extensivo de plástico. Assim sendo, tentámos apenas modificar um pouco a construção, apenas introduzindo materiais amigos do ambiente como o inox ou o metal, em vez dos plásticos. E a nossa cana local em vez da fibra de coco".