EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Advogado de Eva Kaili atira culpas para o marido

O tribunal vai decidir esta quinta-feira se Eva Kaili continua detida
O tribunal vai decidir esta quinta-feira se Eva Kaili continua detida Direitos de autor AP/ European Union 2022
Direitos de autor AP/ European Union 2022
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O jornal Le Soir avançou que a ex-vice-presidente do Parlamento Europeu admitiu ter pedido ao pai para esconder parte dos milhares de euros que estavam em sua casa, mas o advogado de Eva Kaili diz que é mentira.

PUBLICIDADE

O jornal Le Soir avançou que a ex-vice-presidente do Parlamento Europeu admitiu ter pedido ao pai para esconder parte dos milhares de euros que estavam em sua casa, mas o advogado de Eva Kaili diz que é mentira. Kaili é uma das pessoas detidas no âmbito do caso de corrupção que está a abalar o Parlamento Europeu.

O advogado de defesa, Michalis Dimitrakopoulos, lembra que o "processo criminal é secreto" e, por isso, não pode dizer muito. E que a única coisa que pode aliás dizer é que Eva Kaili "é inocente". Mas diz também que Kaili confiou no companheiro e que ele a traiu. Francesco Giorgi, assessor parlamentar, e marido de Eva também foi detido e terá admitido estar envolvido no esquema de corrupção e branqueamento de capitais, segundo o noticiado por alguns jornais que tiveram acesso a documentos judiciais.

Kaili e o companheiro são acusados de corrupção, lavagem de dinheiro e participação numa organização criminosa para fazer lóbi alegadamente a favor de Qatar e Marrocos.

A ex-vice-presidente do Parlamento Europeu tem uma audiência em tribunal esta quinta-feira, para decidir se continua ou não em prisão preventiva.

O advogado prefere não fazer previsões sobre a decisão do juiz, apesar de dizer que tem "argumentos legais para a sua libertação". Refere que não há risco de fuga, nem que ela possa destruir provas". 

Além de Kaili e do companheiro, também está preso o ex-eurodeputado italiano Pier Antonio Panzeri. O pai da ex-vice-presidente também está a ser investigado por alegado envolvimento no Qatargate, já que foi apanhado com uma mala com cerca de 650 mil euros.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Starmer inicia reconciliação com UE: "Restabelecer relações, redescobrir interesses comuns"

"Porque é que havemos de considerar uma pessoa assim? Zelenskyy rejeita a "missão de paz" de Orbán

Aos poucos, Kharkiv e Zaporíjia vão sendo reconstruídas