Estarão os mercenários estrangeiros a deixar a Ucrânia para participar na guerra entre Israel e o Hamas?

Voluntários da Bielorrússia treinam numa carreira de tiro perto de Varsóvia, Polónia, na sexta-feira, 20 de maio de 2022.
Voluntários da Bielorrússia treinam numa carreira de tiro perto de Varsóvia, Polónia, na sexta-feira, 20 de maio de 2022. Direitos de autor Michal Dyjuk/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
De  Sophia Khatsenkova
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

É a mais recente campanha de desinformação lançada por propagandistas pró-Kremlin que afirma que mercenários estrangeiros mobilizados na Ucrânia estão a deixar o país para lutar ao lado de Israel. A reportagem original vem da CBS News e nunca menciona combatentes estrangeiros.

PUBLICIDADE

Os utilizadores das redes sociais estão a partilhar uma reportagem televisiva em ucraniano que alega que os mercenários estrangeiros que lutam contra a Rússia na Ucrânia estão agora a abandonar o campo de batalha para irem lutar contra o Hamas na Faixa de Gaza.

"A assistência e a atenção a Kiev estão a diminuir visivelmente devido ao conflito israelo-palestiniano, o que não pode deixar de preocupar as autoridades ucranianas", publicou uma conta pró-russa no Telegram.

"A transferência de combatentes da Legião Estrangeira para participarem na guerra ao lado das Forças de Defesa de Israel pode afetar muito o moral das Forças Armadas ucranianas. Estará o Ocidente realmente pronto para encerrar o projeto da Ucrânia e dedicar toda a sua atenção a um novo conflito no Médio Oriente?", perguntou outra conta X.

Algumas contas pró-Kremlin partilharam o vídeo e afirmaram mesmo que este relatório é a prova de que os aliados da NATO enviaram ativamente tropas para a Ucrânia.

Enquanto outros viram a reportagem como um sinal de desinteresse ocidental na invasão em grande escala da Ucrânia pela Rússia.

Uma reportagem real da CBS com áudio editado

Mas há alguns elementos que lançam dúvidas sobre a autenticidade da reportagem. Em primeiro lugar, não existe qualquer logótipo do canal de televisão, nem o nome do jornalista responsável pela reportagem. Para além disso, nenhuma das entrevistas da reportagem é audível.

As imagens são todas utilizadas para fins ilustrativos, nenhum dos clips apresenta provas de que tropas estrangeiras foram enviadas da Ucrânia para Israel ou que tropas da NATO foram enviadas para combater na Ucrânia.

Ao fazer uma pesquisa inversa de imagens, o The Cube descobriu que a notícia original foi publicada a 9 de outubro pelo canal de notícias norte-americano CBS, falando de Israel que se preparava "para uma invasão terrestre de Gaza após um ataque sem precedentes do Hamas".

Em nenhuma parte da notícia o jornalista menciona que mercenários estrangeiros estão a sair da Ucrânia. Isto significa que os propagandistas por detrás deste vídeo falso viral simplesmente pegaram no vídeo e acrescentaram a sua própria narração.

Estima-se que entre 1.500 e 2.000 voluntários estrangeiros permaneçam na Ucrânia

Tem havido combatentes estrangeiros entre as fileiras do exército ucraniano, como a Legião Internacional de Defesa Territorial da Ucrânia.

Em março de 2022, o Ministro dos Negócios Estrangeiros de Kiev estimava que o número de inscrições de combatentes voluntários estrangeiros ascendia a 20 000, provenientes de 52 países.

Mas, desde então, não houve qualquer atualização oficial sobre quantos destes combatentes da legião estrangeira permaneceram na Ucrânia.

De acordo com váriosmeios de comunicação social, o número de combatentes diminuiu para cerca de 1.500 a 2.000, a maioria dos quais servindo em três batalhões da Legião Internacional

No entanto, nenhum destes países enviou o seu exército para solo ucraniano desde o início da invasão da Ucrânia em grande escala pela Rússia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy: "É provável que o alvo dos drones fosse a central nuclear de Khmelnytsky"

#The Cube: Cartaz de boas-vindas a Zelenskyy manipulado em Nova Iorque

#The Cube: Vídeos enganadores sobre migrantes que chegam a Lampedusa