EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Chega à praia e não tem espaço para estender a toalha? Na Grécia vai poder fazer queixa

Imagem da app My Coast criada pelo governo grego
Imagem da app My Coast criada pelo governo grego Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As autoridades gregas esperam que a recém-lançada aplicação gratuita "MyCoast" ajude a reprimir as infrações nas praias públicas, nomeadamente em áreas concessionadas.

PUBLICIDADE

Em maio deste ano foi lançada uma aplicação que permite aos residentes e visitantes das praias gregas denunciar violações no acesso ao areal. A aplicação "MyCoast", concebida pelas autoridades gregas, permite aos cidadãos apresentarem queixas sobre a ocupação arbitrária de praias ou de concessões excessivas.

Milhares de gregos já descarregaram a aplicação e estão a comunicar irregularidades, tendo sido já apresentadas quase 10.000 denúncias através da app.

"Desde que me lembro, esta é a primeira vez que o público pode ver onde estão as praias organizadas", disse o secretário-geral dos Sistemas de Informação e Governação Digital da Grécia, Dimosthenis Anagnostopoulus.

Os utilizadores da aplicação "MyCoast" têm de ativar os serviços de GPS, localizar a praia no mapa e aceder a informações sobre o estado de concessão. Se observarem restrições de acesso ou instalações não autorizadas, como espreguiçadeiras ou guarda-sóis, podem comunicar o incidente com uma breve descrição.

A aplicação também estará disponível em inglês para os turistas que cheguem à Grécia, ainda que por agora só exista a versão em grego.

A "MyCoast" foi pensada depois de grupos de cidadãos terem lançado campanhas de sensibilização no verão passado, nomeadamente o "Movimento das Toalhas de Praia", que exigia acesso gratuito às praias ocupadas por bares e outros negócios com aluguer de cadeiras, espreguiçadeiras e guarda-sóis a preços elevados.

O movimento, que começou em Paros, espalhou-se rapidamente por toda a Grécia, exigindo espaço para estender toalhas na praia de forma gratuita.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grécia, Chipre, Reino Unido: sete das dez melhores praias sustentáveis do mundo ficam na Europa

Polícia aplica multas nas praias do Rio de Janeiro

Parlamento Europeu: a primeira vez para os jovens deputados