Nobel da Medicina para descobertas sobre ARN mensageiro

Karikó e Weissman
Karikó e Weissman Direitos de autor Jessica Gow/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Avanços de Katalin Karikó e Drew Weissman foram decisivos no combate à covid-19

PUBLICIDADE

As descobertas sobre o ARN mensageiro, que levaram ao desenvolvimento de vacinas contra a covid-19, deram o prémio Nobel da Medicina à cientista húngara Katalin Karikó e ao norte-americano Drew Weissman.

Os dois investigadores, que trabalharam em conjunto na Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, aprofundaram o estudo de diferentes tipos de ARN mensageiro, a molécula de ácido ribonucleico que transporta informações para sintetizar proteínas.

Isso permitiu disseminar o fabrico de vacinas eficazes durante a pandemia, nomeadamente da Pfizer/BioNTech - Karikó é vice-presidente desta última empresa - e ainda da Moderna.

Nos próximos dias, serão divulgados os galardões da Física, Química, Literatura, Paz e Economia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Nobel da Literatura atribuído ao norueguês Jon Fosse

Maior hospital do Alabama suspende fertilização in vitro

Padre e alegado companheiro detidos em Espanha por venda ilegal de Viagra