This content is not available in your region

Índia das tradições promove inovação e turismo sustentável no Dubai

euronews_icons_loading
Postcards
Postcards   -   Direitos de autor  euronews
De  Jane Witherspoon

Conhecida por ser um dos destinos turísticos mais populares do mundo, a Índia é lar de tradições, cultura, cor e património. O turismo desempenha um papel fulcral para a economia do país. A crescer rapidamente, contribui com 107 mil milhões de euros para o Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

POSTCARDS/EURONEWS
Pavilhão da Índia na Expo 2020, no DubaiPOSTCARDS/EURONEWS

Com o país presente com um pavilhão na Expo 2020, a decorrer no Dubai, Rakesh Kumar, representante do ministério indiano do Turismo, reconhece que se trata de "um montante avultado", mas espera ver o setor evoluir muito mais.

"A Índia oferece vários tipos de ofertas turísticas. E penso que para além da nossa cultura, do espiritualismo, o património, temos ofertas de aventura e bem-estar que ainda não foram totalmente exploradas", afirma.

O Pavilhão da Índia na Expo 2020 atraiu quase 800 mil visitantes desde outubro, quando foi inaugurado. É uma das maiores plataformas para mostrar o país ao mundo e apresentá-lo como o próximo centro de crescimento e inovação.

POSTCARDS/EURONEWS
Cultura e património são dois pontos fortes da promoção do turismo para a Índia, na Expo 2020, DubaiPOSTCARDS/EURONEWS

Entre os temas principais estão o Clima e a Biodiversidade, o Espaço, o Desenvolvimento Urbano e Rural, Viagens e Conectividade e Sustentabilidade.

“Quanto à sustentabilidade, uma das grandes lições da pandemia é que o turismo tem de mudar o seu curso. Tem de ser um turismo sustentável e responsável. E é aí que a Índia se está a concentrar, numa nova política de turismo pós-pandémica, também construída em torno da sustentabilidade e do turismo responsável, revela Rakesh Kumar..

POSTCARDS/EURONEWS
Índia promove turismo sustentável, na Expo 2020, DubaiPOSTCARDS/EURONEWS

À medida que as restrições globais às viagens vão sendo aliviadas e que as medidas de segurança se mantêm, estima-se que o país continue a ser um destino turístico, em 2022.