O drama grego do Crédit Agricole

O drama grego do Crédit Agricole
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
PUBLICIDADE

A crise grega voltou a assombrar o Crédit Agricole esta segunda-feira em Paris. O preço das ações caiu 2,3%, liderando as perdas no CAC 40.

Não é o risco de incumprimento da Grécia que perturba os investidores. O Crédit Agricole reduziu drasticamente a exposição à dívida grega. As obrigações estatais que ainda detém desvalorizaram mais de 70% no balancete de 2011.

O que assusta os mercados é o banco Emporiki, um subsidiário grego, que já declarou perdas. No ano passado o Crédit Agricole publicou o primeiro prejuízo líquido por causa dos imprevistos gregos. O Emporiki teve um prejuízo contabilístico superior a mil milhões de euros. Os esforços de recuperação tem sido inúteis, porque o país está cada vez mais pobre. O Crédit Agricole gostaria de vender o Emporiki, mas para isso tem encontrar interessados.

Com subsidiárias em Portugal, Espanha e Itália, o Crédit Agricole é um dos bancos franceses mais expostos à crise da dívida soberana, que se espalha pelas economias frágeis da Europa do Sul.

Isto explica porque é que a companhia perdeu metade do valor de mercado no ano passado e quase mais 20% este ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Êxodo" de banqueiros de Londres após Brexit

UBS conclui compra do Credit Suisse

Suíça congelou 7,5 mil milhões de francos suíços de fundos russos