Última hora
This content is not available in your region

Kiev denuncia presença de 7.500 militares russos na Ucrânia

Kiev denuncia presença de 7.500 militares russos na Ucrânia
Tamanho do texto Aa Aa

A guerra continua em Donetsk, no leste da Ucrânia. O governo ucraniano denunciou a presença de 7.500 soldados russos na parte oriental do país e a entrada de novo equipamento militar enviado por Moscovo.

Confrontado com as acusasções por parte da NATO e de Kiev, o Kremlin nega qualquer envolvimento no conflito que já matou mais de 4.300 pessoas, incluindo 1.000 desde a trégua em setembro.

Este comandante rebelde explica: “Estamos a realizar uma operação para neutralizar um sniper. O atirador não está sozinho, é um trabalho conjunto com um observador que conhece as nossas posições de combate e tiro direto”

A integração na NATO é agora ambição principal da nova coaligão parlamentar apresentada ontem em Kiev. Pela primeira vez na história, o Parlamento contará com votos suficientes para emendar a Constituição e assim anular o estatuto de país não alinhado aproximando-se definitivamente da Aliança Atlântica.