EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Reunião da NATO marcada por criticas à Rússia

Reunião da NATO marcada por criticas à Rússia
Direitos de autor 
De  Euronews com LUSA, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A situação na Ucrânia e as relações com a Rússia dominaram a reunião da NATO, esta terça-feira, em Bruxelas. Portugal está representado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete.

PUBLICIDADE

Os 28 ministros dos Negócios Estrangeiros da Aliança Atlântica criticaram, em Bruxelas, o apoio de Moscovo aos separatistas pró-russos, no leste da Ucrânia e acusaram a Rússia de destabilizar o país vizinho. Um problema que, segundo secretário de Estado norte-americano, não é de hoje.

“Desde o acordo de cessar-fogo, assinado a cinco de setembro, em Minsk, que a Rússia canalizou equipamento militar, inclusive tanques, homens armados e artilharia pesada diretamente para os separatistas pró-russos no leste da Ucrânia” afirma Kerry

Acusações já desmentidas por Moscovo.

Os 28 ministros da Aliança Atlântica voltaram a apelar ao bom senso da Rússia não só para intervir junto dos separatistas, mas também para reconsiderar aquilo a que chamam de “anexação ilegal” da Crimeia.

Euronews: “apesar das palavras de encorajamento à Ucrânia por parte dos países da NATO continua a haver uma diferença entre aquilo que Kiev quer e o que vai conseguir já que a ajuda letal direta, ainda, não chegou.”

A pedido dos Estados Unidos realiza-se, esta quarta-feira, uma reunião dos chefes de diplomacia dos países que integram a coligação contra o grupo terrorista Estado Islâmico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Borrell afirma ter “a certeza” que Rússia vai tentar interferir nas eleições europeias

Antony Blinken: "Ucrânia vai tornar-se membro da NATO”

75 anos da NATO: Ucrânia foi à festa em Bruxelas mas levou pedido - mais mísseis Patriot