A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Turquia, China e Angola entre os que mais perderam na perceção da corrupção da Transparência Internacional

Turquia, China e Angola entre os que mais perderam na perceção da corrupção da Transparência Internacional
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Turquia foi um dos países que mais pontos perdeu no Índice de Perceção de Corrupção deste ano da Transparência Internacional. China, Angola, o Malaui e Ruanda foram outras nações que também perderam bastante.

Detetar branqueamento de capitais e encontrar o dinheiro escondido é uma área de investigação bastante difícil porque é muitas vezes negligenciada

Portugal ganhou um ponto e subiu dois lugares, apesar de recentes escândalos.

De acordo com a secção alemã da organização não-governamental, há uma dificuldade particular no que toca ao branqueamento de capitais. “Detetar branqueamento de capitais e encontrar o dinheiro escondido é uma área de investigação bastante difícil porque é muitas vezes negligenciada. Então, se um traficante de droga é apanhado, ele será eventualmente punido mas não o verdadeiro criminoso por causa da lavagem de dinheiro. Esse é um grande problema que tem que ser resolvido”, afirma Edda Mueller, presidente da Transparência Internacional, Alemanha.

Na lista de perceção os turcos perderam 5 pontos e caíram para o sexagésimo quinto lugar. A china perdeu 4 pontos e ocupa o centésimo posto.

Pequim recusa dar credibilidade ao documento e afirma que a luta que tem desenvolvido contra a corrupção não está refletida no documento da Transparência Internacional Alemanha