EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

EUA: Departamento de Estado distancia-se da afirmação de que Orbán é "ditador neofascista na cama com Putin"

EUA: Departamento de Estado distancia-se da afirmação de que Orbán é "ditador neofascista na cama com Putin"
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O departamento de Estado norte-americano distanciou-se das afirmações consideradas pouco diplomáticas do senador John McCain sobre o

PUBLICIDADE

O departamento de Estado norte-americano distanciou-se das afirmações consideradas pouco diplomáticas do senador John McCain sobre o primeiro-ministro Húngaro Victor Orbán.

A reação de Washington aconteceu depois de Budapeste ter mostrado desagrado.

McCain, republicano, proferia um discurso no Senado durante a votação sobre a nova embaixatriz norte-americana, democrata, em Budapeste, Colleen Bradley Bell.

“Não sou contra, eu compreendo como se joga mas aqui estamos nós, uma nação à beira de ceder a sua soberania a um ditador neofascista que se mete na cama com Vladimir Putin. Vamos enviar a produtora da “The Bold and the Beautiful” como embaixadora? Apelo aos meus colegas para impedirem esta loucura, eu apelo a votarem ‘não’”, disse McCain.

Na Euronews em Bruxelas, o ministro húngaro da Justiça László Trócsányi comentou as afirmações de McCain sobre o primeiro-ministro Orbán.

“Eu não conheço o senador. Mas eu recordo-me de um provérbio húngaro: um homem que vem de longe pode dizer o que quiser. Obviamente respeito todas as opiniões mas devo acrescentar que é um exagero que temos que rejeitar”, declarou.

As relações entre os Estados Unidos e a Hungria andam de passo trocado. Depois de ano e meio sem chefe de missão em Budapeste, os Estados Unidos têm finalmente uma embaixadora. Acontece após em outubro Washington ter barrado a entrada a altos dirigentes húngaros nos Estados Unidos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Calor extremo obriga Hungria a ativar alerta vermelho e coloca em risco pessoas que vivem na rua

Televisão pública húngara emite debate político pela primeira vez em 18 anos

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán