Última hora
This content is not available in your region

OK Acusações contra cunhado do rei de Espanha poderão valer mais de 15 anos de prisão

euronews_icons_loading
OK Acusações contra cunhado do rei de Espanha poderão valer mais de 15 anos de prisão
Tamanho do texto Aa Aa

A procuradoria anticorrupção vai acusar formalmente Iñaki Urdangarin, cunhado do rei de Espanha, de oito crimes que poderão significar mais de 15 anos de prisão.

A infanta Cristina, irmã de Felipe VI, escapará às acusações mas terá de devolver seiscentos mil euros de fundos públicos desviados pelo marido, dos quais terá usufruído pessoalmente.

O procurador Pedro Horrach entregará esta terça-feira o descriptivo das acusações ao juíz José Castro. Horrach considera que não existem indícios concretos para sentar a infanta no banco dos réus, mas a decisão final cabe a Castro, que lidera a investigação do caso “Nóos”, a fundação sem fins lucrativos presidida por Urdangarin que terá servido para desviar mais de 6 milhões de euros entre 2004 e 2007.

A polémica motivou manifestações contra a monarquia e a família real espanhola, nomeadamente quando a infanta foi interrogada, em fevereiro deste ano.