Ciberataque a centrais nucleares sul coreanas causa alarmismo

Ciberataque a centrais nucleares sul coreanas causa alarmismo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O responsável pela Korea Hydro e Energia Nuclear (KHNP), que administra os 23 reatores nucleares da Coreia do Sul, disse que os sistemas informáticos foram alvo de um ciberataque.

PUBLICIDADE

Alarme na Coreia do Sul. Uma série de dados foram pirateados da central nuclear nacional – Korea Hydro e Energia Nuclear (KHNP) – e os sistemas de computador cortados provocando alarmismo num país que permanece em guerra psicológica com a Coreia do Norte.

Os responsáveis declararam que apenas “dados não críticos” haviam sido afetados e que o funcionamento das centrais nucleares não esteve em risco.

Uma investigação policial está em curso. A presidente sul-coreano Park Geun-hye, disse que este ataque “é um acontecimento grave e inaceitável em termos de segurança nacional”.

Este incidente, a que as autoridades chamam
“ciberterrorismo” assemelha-se ao registado nos Estados Unidos e mais uma vez se aponta o dedo à Coreia do Norte que recentemente lançou uma operação devastadora sobre a Sony Pictures.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Direitos humanos na Coreia do Norte na agenda do Conselho de Segurança

Um morto e doze feridos em ataque russo a Poltava na Ucrânia

Chéquia quer apostar na energia nuclear e deixar carvão até 2033