EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Pai do piloto jordano apela à compaixão de radicais do Estado Islâmico

Pai do piloto jordano apela à compaixão de radicais do Estado Islâmico
Direitos de autor 
De  Lurdes Duro Pereira com Reuters, AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O pai do piloto jordano capturado na Síria pede aos radicais do Estado Islâmico para que libertem o filho. Mu’ath al-Kaseasbeh é o primeiro militar

PUBLICIDADE

O pai do piloto jordano capturado na Síria pede aos radicais do Estado Islâmico para que libertem o filho.

Mu’ath al-Kaseasbeh é o primeiro militar feito refém desde o início da ofensiva liderada pelos Estados Unidos contra o grupo extremista na Síria, há três meses.

“O meu filho está nas mãos dos combatentes do Estado Islâmico. No entanto, não o descreveria como um refém, mas antes como um hospede. Em nome do que existe de mais sagrado peço para que o tratem bem, como se de um convidado se tratasse” refere Safi Yousef al-Kaseasbeh.

O piloto foi capturado esta quarta-feira, na região de Raqqa, no norte da Síria, mas as circunstâncias em que tudo aconteceu, ainda, não são claras.

De acordo com fontes militares jordanas, o avião teve de fazer uma aterragem de emergência. Já os extremistas do Estado Islâmico dizem ter abatido o aparelho.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Israel ataca unidade de defesa aérea no sul da Síria com mísseis

Embaixador iraniano na Síria promete retaliação após alegado ataque israelita destruir consulado

Ataque israelita destrói consulado iraniano em Damasco e mata alta patente militar