Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Líder da Coreia do Norte aceita retomar diálogo com vizinho do Sul

Líder da Coreia do Norte aceita retomar diálogo com vizinho do Sul
Tamanho do texto Aa Aa

Aproveitando a tradicional mensagem de Ano Novo, o líder da Coreia do Norte anunciou estar disposto a retormar, ao mais alto nível, as conversações com a Coreia do Sul.

Num discurso televisivo, Kim Jong-un disse esperar que o governo de Seul “seja sincero na vontade de melhorar as relações” entre os dois países da península.

Tal como um pouco por tudo o mundo, Pyongyang também recorreu ao fogo-de-artifício para proporcionar alguns momentos animados ao habitantes da capital, embora as celebrações artísticas tenham sido reservadas à elite política do regime mais fechado do mundo.

Este sinal de boa-vontade de Kim foi, de certa forma, uma resposta positiva ao convite feito, na segunda-feira, pelo ministro da Unificação da Coreia do Sul para voltar à mesa das negociações, suspensas desde fevereiro.

Um dos temas mais delicados é o das famílias separadas desde a guerra, há 60 anos. As duas partes continuam tecnicamente em conflito, já que o armistício de 1953 nunca foi substituído por um tratado de paz definitivo.