Última hora

Autoridades italianas recuperaram caixas negras do Norman Atlantic

Autoridades italianas recuperaram caixas negras do Norman Atlantic
Tamanho do texto Aa Aa

O Norman Atlantic atracou esta sexta-feira no porto italiano de Brindisi e as autoridades já recuperaram as caixas negras do “ferry”. As marcas do incêndio que deflagrou no domingo, e que obrigou à evacuação do navio, são ainda visíveis. A operação de salvamento, que durou 36 horas, permitiu resgatar 477 pessoas. Depois do Norman Atlantic acostar em Brindisi, o capitão do porto, Mario Valente, esclareceu que as autoridades estavam “a verificar quais eram as áreas acessíveis, uma vez que o navio ainda estava a fumegar e que desconheciam a situação no interior da embarcação.”

Até ao momento há registo de 13 mortos: 11 ocupantes do “ferry” e dois marinheiros albaneses que participavam na operação de resgate. O procurador italiano que lidera a investigação, Giuseppe Volpe, estima que haja entre 10 e 15 cadáveres no interior do navio, nomeadamente imigrantes clandestinos que estariam escondidos nos camiões que se encontravam no nível onde o incêndio teve origem.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.