EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Autoridades acreditam ter localizado caixas negras do avião da AirAsia

Autoridades acreditam ter localizado caixas negras do avião da AirAsia
Direitos de autor 
De  Francisco Marques com LUSA e EFE
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

As autoridades indonésias acreditam ter encontrado as caixas negras do avião com o código de voo QZ8501, que se despenhou domingo passado com 162

PUBLICIDADE

As autoridades indonésias acreditam ter encontrado as caixas negras do avião com o código de voo QZ8501, que se despenhou domingo passado com 162 pessoas a bordo, a meio da ligação entre Surabaya, em Java, e Singapura, na Malásia. As equipas de resgate localizaram dois grandes objetos a cerca de 30 metros de profundidade, no Mar de Java, na zona onde estão concentradas as buscas pelo Airbus 320-200, operado pela AirAsia, propriedade do empresário Tony Fernandes, de ascendência portuguesa, e considerada uma das melhores companhias de baixo custo do Mundo.

Graphics showing last location of #QZ8501 on Flightradar24 and location where debris and bodies have been found pic.twitter.com/DYtDmO2ZGg

— Flightradar24 (@flightradar24) 30 dezembro 2014

Os objetos ainda não foram identificados, mas pelas dimensões – entre os sete e os dez metros de largura – a esperança é forte de que seja a cauda do aparelho, onde se localizam as caixas negras deste modelo de avião.

I am hoping that the latest information is correct and aircraft has been found. Please all hope together. This is so important.

— Tony Fernandes (@tonyfernandes) 1 janeiro 2015

O chefe da Agência de Busca e Resgate da Indonésia, uma das integrantes nas operações de resgate, não confirma ainda, mas assegura que a esperança é grande em terem sido encontradas as caixas negras. “Pela mancha de óleo e pelas dimensões dos objetos que encontrámos, posso assegurar-vos que esta deverá ser a parte do avião da AirAsia de que estávamos à procura”, afirmou, em conferência de imprensa, Bambang Soelistyo.

As operações de busca prosseguem, entretanto, no Mar de Java. O mau tempo na região, que terá estado na origem do desastre, está agora também a dificultar os trabalhos das equipas de resgate. Veículos submarinos estão, entretanto, a ajudar nas buscas e na identificação dos objetos encontrados.

"Most Probable Area" of #QZ8501 wreckage established, says #MalaysiaChiefofNavy</a> <a href="http://t.co/A5poK4gJqJ">http://t.co/A5poK4gJqJ</a> <a href="http://t.co/gkJQFASr9e">pic.twitter.com/gkJQFASr9e</a></p>&mdash; darren™ (darrenLTA) 2 janeiro 2015

“Enquanto falo, estamos a baixar um ROV (veículo submarino operado por controlo remoto) para obter uma imagem real dos objetos detetados no fundo marinho. Encontram-se todos a uma profundidade de 30 metros”, explicou Bambang Soelistyo, indicando, contudo, que uma forte corrente tem tornado difícil operar o ROV.

Até ao momento, foram recuperados 30 corpos durante as buscas, cujo perímetro foi reduzido, concentrando-se agora numa área de 1575 milhas náuticas quadradas – cerca de um décimo da superfície rastreada na quinta-feira. Participam nas operações de resgate 29 navios e 17 aviões.

Artista Sudarshan Pattnaik finaliza escultura de areia na praia de Golden Sea, em homenagem aos voos #QZ8501 e #MH370pic.twitter.com/ZmCOpoCyqs

— Alex Boeira (@alexboeira) 29 dezembro 2014

O Ministério dos Transportes indonésio revelou, entretanto, que este trágico voo da AirAsia terá levantado voo indevidamente. O canal de televisão Channel News Asia cita fonte ministerial indonésia, assegurando que esta ligação entre Surabaya e Singapura está autorizada apenas às segundas, terças, quintas-feiras e sábados. Mas que a companhia “low cost” estaria também a realiza-la sem autorização aos domingos.

A Agência Indonésia de Meteorologia adiantou, por fim, em comunicado, que a causa mais provável para a queda do aparelho terá sido uma avaria no motor causada pela formação de gelo durante a travessia de uma nuvem. A descoberta das caixas negras poderá ajudar a desvendar as verdadeiras razões para esta terceira tragédia de grandes dimensões a afetar a aviação malaia em 2014 depois do MH370, desaparecido desde março, e do MH17, abatido em julho nsobre o leste da Ucrânia.

We are deeply saddened by the news of QZ8501. Heartfelt condolences to loved ones of those affected #togetherwestandpic.twitter.com/gFHpYAJpAq

— AirAsia (@AirAsia) 30 dezembro 2014

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Debandada em evento religioso na Índia mata mais de 100 pessoas

Líder do Malawi pede investigação independente à morte do vice-presidente em acidente de aviação

Em apenas uma semana, três turistas desaparecidos nas ilhas gregas foram encontrados mortos