A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Editor das caricaturas dinamarquesas: "caminhamos para um grande medo"

Editor das caricaturas dinamarquesas: "caminhamos para um grande medo"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O editor do jornal dinamarquês Jyllands-Posten, responsável por publicar as caricaturas de Maomé há nove anos, decidiu reagir depois dos ataques ao jornal satírico Charlie Hebdo.

Flemming Rose explica que o seu longo silêncio nos últimos tempos esteve relacionado com medo.

“O Jyllands-Posten tem estado muito isolado nestes últimos nove anos. Não tem havido T-shirts ‘eu sou Jyllands-Posten’ como temos visto com o Charlie Hebdo. Ainda temos uma boa liberdade no ocidente, mas nós caminhamos para um grande medo e estou preocupado em relação a onde vamos parar, esta cultura do medo é uma base fundamental das ditaduras”, afirma.

Em 2005, as caricaturas suscitaram acesos protestos no mundo inteiro, não só populares mas também oficiais e religiosos, para além de ameaças.

Em solidariedade, o Charlie Hebdo republicou os desenhos.