Editor das caricaturas dinamarquesas: "caminhamos para um grande medo"

Editor das caricaturas dinamarquesas: "caminhamos para um grande medo"
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O editor do jornal dinamarquês Jyllands-Posten, responsável por publicar as caricaturas de Maomé há nove anos, decidiu reagir depois dos ataques ao

PUBLICIDADE

O editor do jornal dinamarquês Jyllands-Posten, responsável por publicar as caricaturas de Maomé há nove anos, decidiu reagir depois dos ataques ao jornal satírico Charlie Hebdo.

Flemming Rose explica que o seu longo silêncio nos últimos tempos esteve relacionado com medo.

“O Jyllands-Posten tem estado muito isolado nestes últimos nove anos. Não tem havido T-shirts ‘eu sou Jyllands-Posten’ como temos visto com o Charlie Hebdo. Ainda temos uma boa liberdade no ocidente, mas nós caminhamos para um grande medo e estou preocupado em relação a onde vamos parar, esta cultura do medo é uma base fundamental das ditaduras”, afirma.

Em 2005, as caricaturas suscitaram acesos protestos no mundo inteiro, não só populares mas também oficiais e religiosos, para além de ameaças.

Em solidariedade, o Charlie Hebdo republicou os desenhos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mau tempo causa perturbações em vários pontos da Europa

Francesa bate recorde mundial de escalada com corda na Torre Eiffel

Cerimónia histórica: guardas britânicos no Eliseu e franceses no Palácio de Buckingham