Grécia suspende futebol interno devido ao incidente de Vitor Pereira

Grécia suspende futebol interno devido ao incidente de Vitor Pereira
De  Francisco Marques com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A Grécia suspendeu por tempo indeterminado os campeonatos de futebol profissionais e semiprofissionais. Tudo por causa, dos graves incidentes no

PUBLICIDADE

A Grécia suspendeu por tempo indeterminado os campeonatos de futebol profissionais e semiprofissionais. Tudo por causa, dos graves incidentes no Estadio Apostolos Nikolaidis que envolveram no fim de semana Vitor Pereira e adeptos do Panathinaikos, antes do jogo com o Olympiakos, agora orientado pelo treinador português ex-FC Porto.

Νίκησε η «ζούγκλα» http://t.co/oohTZmr3m3#olympiacos#superleaguepic.twitter.com/SxJt2Egt9q

— Olympiacos FC (@olympiacos_org) 22 fevereiro 2015

A somar ao sucedido no reduto da equipa capitaneada por outro português, Zeca, houve ainda o confronto verbal entre os presidentes dos dois clubes rivais numa reunião do comité diretivo da Liga realizada terça-feira para debater o sucedido.

O ministro adjunto dos Desportos gregos, Stavros Kontonis, reuniu-se com o presidente adjunto da Federação grega de futebol, Evángelos Topoliatis. “Devido a tudo o que aconteceu durante o jogo no campo do Panathinaikos, é um milagre não estarmos agora de luto por algum morto. Mas também por tudo o que aconteceu durante a reunião dos responsáveis organizativos, o ambiente não é bom”, justificou o ministro adjunto.

A suspensão, para já, e por tempo indeterminado, mas deverá ser reanalisada na próxima semana. A decisão não afeta, contudo, as provas europeias, nas quais o Olympiacos, de Vitor Pereira, recebe esta quinta-feira os ucranianos do Dnipro, em jogo da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa (na primeira mão os gregos perderam 0-2). Mas a nivel interno, há quem preveja uma paragem do futebol enrtre duas ou três semanas.

Rueda de prensa antes del partido frente al Dnipro: http://t.co/D1aWH0aBeB#olympiacos#dnipro#UEL#olydnipic.twitter.com/GSbjdewMJP

— Olympiacos FC (@olympiacos_org) 25 fevereiro 2015

Em Atenas, o correspondente da euronews, Ioannis Karagiorgas, conclui: “Os estádios de futebol na Grécia transformaram-se nas últimas décadas de lugares de desporto e entretenimento em arenas de violência e confrontos. Desconfiança e impunidade colocam o futebol grego no zero. As autoridades são agora chamadas a tomar decisões radicais.”

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

105 adeptos de futebol em prisão preventiva pela morte de um jovem grego

Justiça espanhola pede quase cinco anos de prisão para Carlo Ancelotti por fraude fiscal

Morreu Artur Jorge, ex-selecionador nacional e treinador campeão europeu pelo FC Porto