A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Chuvas diluvianas inundam norte do Chile

Chuvas diluvianas inundam norte do Chile
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Chuvas diluvianas, as mais intensas em 80 anos no Chile, deixaram povoações inteiras debaixo de água e um rasto de destruição.

Estão confirmados sete mortos, 19 pessoas estão dadas como desaparecidas.

As forças armadas chilenas foram mobilizadas para ajudar no resgate e auxilio às populações.

“Infelizmente, perdemos tudo, não há nada a recuperar. Por isso, agora temos que esperar e ver o que sobra, apesar de conseguirmos ver que pouco sobra para salvar. Temos que aguardar pelo escoamento da lama e ver o que resta da casa.”

Сom cerca de 160 mil pessoas, a cidade de Copiapo, a 800 quilómetros a norte de Santiago, está parcialmente isolada.

Apesar de rios fora dos leitos, e vastas inundações que até obrigaram ao cancelamento de parte da importante atividade mineira do país, o sul do Chile continua com uma seca que se prolonga há oito anos e que não deverá acabar, apesar de tanto água no norte, alertam os climatólogos.